<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1440972619541929&ev=PageView&noscript=1" />

Scripta Alumni. Revista Discente do Curso de Mestrado em Teoria Literária da UNIANDRADE.


CHAMADA PARA PUBLICAÇÃO 


A Revista Scripta Alumni (ISSN 1984-6614) é uma publicação eletrônica semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária do Centro Universitário Campos de Andrade – Uniandrade. A publicação tem como objetivo promover e divulgar a produção acadêmica dos mestrandos da Uniandrade e de outras IES, além de incentivar a troca de ideias e a reflexão crítica sobre os estudos literários, nos mais diversos campos artísticos ligados à literatura, tais como: cinema, teatro e dramaturgia, pintura, entre outros. 
A Scripta Alumni lançará o décimo sétimo número da publicação, correspondente ao primeiro semestre de 2017. Os interessados em publicar artigos devem fazer a submissão por meio da plataforma eletrônica da revista
(http://uniandrade.br/revistauniandrade/index.php/ScriptaAlumni/index), até 13 de abril de 2017. Serão aceitos: artigos de graduandos e pós-graduandos; e artigos de autoria conjunta (orientador e orientando). Não serão aceitos trabalhos que não informarem o nome de um professor orientador. Para o número 17, serão aceitos artigos que atendam ao tema Reescritas e releituras. Sendo assim, os textos podem abordar questões literárias bastante variadas, tais como: paródia, adaptação, remontagem, reescrita/reedição, comparações entre texto impresso e sua versão eletrônica, associação entre texto literário e suas influências, literatura e crítica, relações interartes e intermídias, metaficção historiográfica, etc. 
 

Link de acesso à plataforma para o envio de trabalhos:  

http://uniandrade.br/revistauniandrade/index.php/ScriptaAlumni/index

 

Endereço eletrônico para contato: anfib@bol.com.br  

 



NORMAS PARA PUBLICAÇÃO


1) ASPAS SIMPLES: Devem ser usadas apenas em trechos entre aspas duplas, para sinalizar termos que estão entre aspas duplas no texto original. Ex.: “O significado do termo „novela‟, nesse contexto (...).”


2) CITAÇÃO DE UM AUTOR EM OUTRO. Ex.: (DRUMMOND, citado em BRAYER, 1978, p. 101).


3) CITAÇÕES: Citações de até 4 linhas devem ser incluídas no próprio texto, entre aspas. Citações com mais de 4 linhas devem ser destacadas do texto, alinhadas a 6 cm da margem esquerda da página, digitadas com espaçamento 1,0 fonte Arial 10 e não conter aspas. Não colocar ponto depois dos parênteses que indicam a fonte, nas citações longas.


4) DESTAQUES NAS CITAÇÕES: Os destaques devem ser marcados com itálico ou negrito. As expressões “ênfase acrescentada” ou “ênfase no original” devem vir logo depois do número da página. Ex.: (PROUST, 1999, p. 89-90, ênfase acrescentada) ou (PROUST, 1999, p. 89-90, ênfase no original).


5) DIVISÕES DO TEXTO: O texto deve conter as partes intituladas “Introdução”, “Conclusão” e “Referências”. O corpo do texto deve ser redigido em dois ou mais blocos, sendo que cada um deles deve ter título próprio. As partes do texto não devem ser numeradas. O título de cada parte do texto deve ser alinhado à esquerda e redigido em caixa alta, sem negrito. Usar 2 espaços entre o fim do texto anterior e o novo título; usar 1 espaço apenas entre o título e o início do texto seguinte.


6) ENVIO DO ARTIGO: O artigo deve ser inserido na plataforma <http://uniandrade.br/revistau niandrade/index.php/ScriptaAlumni/index>. O formato do texto deve ser “Word” (modo de compatibilidade). Não serão aceitos trabalhos enviados por e-mail. Para saber mais sobre como se cadastrar em nosso site e/ou sobre o processo de submissão do trabalho, acesse o link abaixo:
http://www.uniandrade.br/revistauniandrade/index.php/ScriptaAlumni/about/submissions#authorGuidelines


7) EPÍGRAFE: Deve vir após o título da parte a que se destina a epígrafe, alinhada à direita, em itálico, sem aspas. Na linha seguinte, informar o nome do autor, entre parênteses, sem itálico e alinhado à direita. Ex.:

Mesmo ao jantar é preciso conhecer a literatura.

(Petrônio)


8) ESPAÇAMENTOS: 1,5 no corpo do texto.

                                     1,0  nos resumos e nas citações longas.


9) FIGURAS: Devem vir centralizadas e trazer legenda, também centralizada, em letra Arial 9 e espaçamento simples, com as seguintes informações: Número da figura, título e fonte. Remover o hiperlink dos endereços eletrônicos citados nas legendas. Para isso, basta selecionar o endereço eletrônico e seguir os comandos: Inserir > Hiperlink > Remover link. As fontes das imagens devem ser citadas, de modo completo, na lista de “Referências”. Quando houver figuras em sequência, elas devem ser dispostas uma abaixo da outra. 

Ex. de legenda para figura cuja fonte é eletrônica:
Figura 1: Il paese della cuccagna
Disponível em: <site consultado>.

Ex. de legenda para figura cuja fonte é impressa:
Figura 2: Lavadeiras. (ANDERSEN, 1983, p. 302)


10) NOTAS: Usar apenas notas de rodapé (não são admitidas notas de fim), em letra Arial 9 e espaçamento simples. Caso haja transcrição de trechos nas notas, usar aspas e informar a referência logo após a citação, incluindo, entre parênteses, sobrenome do autor em caixa alta, ano e número da página. As notas não devem ser usadas para indicar as referências completas das citações. Essa função cabe à última parte do artigo, intitulada “Referências”.


11) NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO: Os artigos submetidos à análise do conselho editorial devem seguir as regras do novo acordo ortográfico da língua portuguesa. O conselho reserva-se o direito de recusar textos que não atendam a este item ou que apresentem muitas incorreções.

 

12) PAGINAÇÃO: As páginas do artigo não devem ser numeradas.


13) REFERÊNCIAS: Sob o título “Referências”, constituem a última parte do artigo. Devem ser apresentadas em ordem alfabética, depois da “Conclusão”. Seguem exemplos e normas que devem ser usados nas “Referências”:

a) Autores: O(s) primeiro(s) nome(s) do(s) autor(es) deve(m) ser abreviado(s). Ex.: GOMES, C. Quando houver dois ou mais autores, separar os nomes usando “;” (o “&” não deve ser usado). Ex.: GUINSBURG, L.; FERNANDES, S. Quando duas ou mais obras do mesmo autor fizerem parte das “Referências”, usar um traço de cinco espaços da tecla do sublinhado para indicar a autoria, a partir da segunda obra. Ex.:

ALENCAR, J. de. Iracema. São Paulo: Livraria Martins, 1941.

_____. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1964.

b) Coleção: Deve ser informada ao final da referência, entre parênteses. CARTAL, D. Arte contemporânea, v. 1. São Paulo: Ática, 1992. (Coleção Arte de todos os tempos).

c) Edição: Pode ser informada logo após o título, neste formato: GOMES, C. Metodologia científica.

2. ed.

d) Editora: Apenas o nome da editora deve ser citado. Não incluir antes dele a palavra “Editora” ou a abreviatura “Ed.”.

e) Modelo de entrada para artigos publicados em revistas e periódicos: 

ALMEIDA, R. Notas sobre redação. A palavra, v. 1, n. 4, Rio de Janeiro, abr. 2003, p. 101-124.  Observar a ordem das informações: autor, título do texto, título do periódico, volume, número, cidade, data e número de páginas. 

f) Modelo de entrada para filmes: 

A MARVADA carne. Direção de André Klotzel. BRA: Cláudio Kahns e Tatu Filmes; Embrafilme, 1985. 1 DVD (77 min).
Observar a ordem das informações: nome do filme com a primeira palavra em caixa alta (ou com as duas primeiras em caixa alta, se a primeira for artigo), direção, país de origem, nome do produtor, nome do distribuidor, ano, quantidade e tipo de mídia e número de minutos entre parênteses. 

g) Modelo de entrada para livros: 

GOMES, C. Metodologia científica. 2. ed. São Paulo: Atlântica, 2002.

h) Modelo de entrada para textos eletrônicos: 

LIMA, G. A importância das formas. Disponível em: <http://www.format.com.br>. Acesso em: 21 set. 2006.
(Remover o hiperlink dos endereços eletrônicos citados nas referências. Para isso, basta selecionar o endereço eletrônico e seguir os comandos: Inserir > Hiperlink > Remover link.)

i) Modelo de entrada para textos impressos: 

CASTANHO, A. Como fazer projetos. In: GOMES, C. Metodologia científica. 2. ed. São Paulo: Atlântica, 2002, p. 20-34. 

Nesse exemplo, observar que apenas o título do livro deve ser grafado em itálico. O título do texto não recebe itálico. Além disso, depois do ano, é preciso acrescentar o número das páginas inicial e final do texto consultado.

j) Organização: Em coletâneas, o nome do organizador deve abrir as referências. Nesse caso, depois do nome, deve-se incluir “(Org.). Ex.: SEVERO, T. (Org.). Estudos sobre textualidade.

k) Referências duplas: Não devem ser usadas. Em caso de artigos publicados em periódicos, mas acessados eletronicamente, deve-se seguir o “Modelo de entrada para textos eletrônicos” (ver item 13 h).  

l) Subítulos: Não devem ser grafados em itálico. As iniciais maiúsculas devem ser usadas apenas na primeira palavra dos títulos e nos substantivos próprios. Ex.: O pós-dramático: Um conceito operativo?

m) Títulos: Devem ser grafados em itálico. As iniciais maiúsculas devem ser usadas apenas na primeira palavra dos títulos e nos substantivos próprios. Ex.: Metodologia científica.

n) Tradução: Após o título, citar o nome do tradutor da obra, que deve ser antecedido pelos termos “Tradução de”. Ex.:

LEHMANN, H. Teatro pós-dramático. Tradução de Pedro Süssekind. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

o) Volume: Deve ser informado logo após o título, neste formato: CARTAL, D. Arte contemporânea, v. 1.


14) REFERÊNCIAS DOS TRECHOS CITADOS: Depois das citações, incluir, entre parênteses e separados por vírgula, sobrenome do autor em caixa alta, ano de publicação e número da página. Ex.: (MILLER, 2003, p. 45). Não informar o ano da obra antes da citação, para não repetir a informação. O ano deve ser mencionado apenas depois do trecho transcrito, no padrão exemplificado acima, ou seja, acompanhado do sobrenome do autor e do número da página. Quando a fonte de uma obra já estiver mencionada no parágrafo, de modo completo, basta colocar, nas demais fontes do parágrafo, o número da página, usando apenas: (p. 45). Entretanto, ao iniciar novo parágrafo, a fonte deve novamente ser informada de modo completo. Todos os trechos transcritos no artigo, sejam de textos impressos, eletrônicos, filmes, etc., devem informar as referências entre parênteses.


15) RESUMOS E PALAVRAS-CHAVE: Primeiro devem ser apresentados em português e depois em inglês. Devem respeitar o limite de 100 a 120 palavras e devem ser colocados logo após o título do artigo e antes da “Introdução”.  As palavras “Resumo” e “Abstract” devem vir em caixa alta e negrito. Os termos “Palavras-chave” e “Keywords” devem vir em caixa baixa e negrito. Depois de cada resumo, incluir as palavras-chave (de 3 a 6), separadas por ponto final. Ex.: Palavras-chave: Intermidialidade. Arte contemporânea. Palavra. Imagem. 


16) SUPRESSÃO DE TRECHOS NAS CITAÇÕES: Usar reticências entre parênteses: (...). As reticências entre parênteses devem ser usadas inclusive nas citações que iniciam com letra minúscula, o que indica que houve a supressão do início do trecho transcrito.


17) TAMANHO DO ARTIGO: Mínimo de 10 páginas e máximo de 20 páginas.


18) TIPO E TAMANHO DAS LETRAS: Arial 12 no texto. Arial 10 nos resumos e  nas citações longas.


19) TÍTULO DO ARTIGO: Caixa alta, sem negrito e centralizado, antes do resumo em língua portuguesa. Deve ser apresentado o título em português, seguido do título em inglês.


20) TÍTULOS DE TEXTOS E OBRAS: Quando aparecerem no texto, devem ser grafados sem aspas e em itálico. Independentemente do fato de serem em língua portuguesa ou estrangeira, devem ter inicial maiúscula apenas a primeira palavra do título e os substantivos próprios.


21) TRADUÇÃO DE TRECHOS CITADOS: Caso o autor do artigo tenha traduzido trechos de obra escrita em língua estrangeira, informar isso em nota de rodapé vinculada à primeira tradução. Não usar “Tradução minha” ou “Tradução nossa”.

 

IMPORTANTE: 

- Os trabalhos submetidos à análise do Conselho Editorial da Revista devem obedecer rigorosamente às normas de publicação, pois a formatação é um critério eliminatório. O Conselho Editorial da Scripta Alumni reserva-se o direito de recusar os artigos que não atendam às regras estipuladas acima.

- Os autores poderão submeter apenas um trabalho para publicação por ano. 

- Trabalhos em coautoria devem ser escritos, no máximo, por dois autores.

- Todos os autores devem fornecer os dados de identificação abaixo (do trabalho, do(s) autor(es) e do professor orientador) de modo completo, em arquivo separado. Esses dados devem ser postados, no site da revista, como “Documento Suplementar”. Em razão disso, no artigo não deve aparecer nenhum dado de identificação: nem o(s) nome(s) do(s) autor(es), nem do orientador. Tais informações devem constar apenas do “Documento Suplementar” (em formato “Word” e modo de compatibilidade), para que seja priorizado o processo de avaliação cega. Dados que devem constar do arquivo de identificação:

1. TÍTULO DO ARTIGO:


2. DADOS DO AUTOR:
Nome (completo e por extenso):
E-mail:
Nível que está cursando (Graduação, Mestrado ou Doutorado):
Nome do Curso: 
Instituição de origem:


3. DADOS DO ORIENTADOR:
Nome (completo e por extenso):
E-mail:
Instituição:
Titulação (incluindo a área e a instituição):


(Não serão aceitos artigos com dados de identificação incompletos.) 


Para saber mais sobre o envio do “Documento Suplementar” e as demais etapas do processo de submissão, em nossa plataforma eletrônica, acesse o link abaixo:

http://www.uniandrade.br/revistauniandrade/index.php/ScriptaAlumni/about/submissions#authorGuidelines




 Scripta Alumni N.01 - 2008
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.02 - 2009
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.03 - 2010
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.04 - 2010/2
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.05 - 2011
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.06 - 2011
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.07 - 2012
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.08 - 2012/2
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.09 - 2013
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.10 - 2013/2
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.11 - 2014
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.12 - 2014/2
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.13 - 2015
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

 Scripta Alumni N.14 - 2015
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE 

  Scripta Alumni N.15 - 2016 
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE
 

  Scripta Alumni N.16 - 2016 
Publicação Semestral do Curso de Mestrado em Teoria Literária UNIANDRADE